banner farmacia  preço baixo
condaron

Cruzeiro leva susto, mas busca empate e se classifica na Copa do Brasil

No pior jogo sob o comando de Felipe Conceição, o Cruzeiro levou um susto, sofreu pressão, mas conseguiu se recuperar para garantir classificação à segunda fase da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, a Raposa saiu atrás do placar diante do São Raimundo, em Boa Vista, Roraima, mas buscou o empate por 1 a 1 com gol de Felipe Augusto no estádio Canarinho.

Classificado em função do ranking da CBF, o Cruzeiro embolsou mais R$ 1,35 milhão de premiação. O próximo adversário celeste na competição será o América-RN, que eliminou o Real Brasília com vitória por 2 a 0. As datas reservadas para a segunda fase da Copa do Brasil são 7 e 14 de abril. 
O próximo compromisso do time celeste na temporada é pelo Campeonato Mineiro. No domingo, dia 14, às 16h, a Raposa enfrenta o Athletic, de São João del-Rei. O duelo será no Mineirão e marcará a estreia do novo uniforme do clube.
O jogo
Lento, desatento e apático, o Cruzeiro fez seu pior tempo sob o comando de Felipe Conceição na partida diante do São Raimundo. Trocando passes sem objetividade e afoito nas poucas conclusões de chances criadas, o time celeste viu o adversário abrir o placar ainda aos 8’. Em contra-ataque, o time de Boa Vista aproveitou a marcação frouxa do lateral-esquerdo Alan Ruschel. Carlinho cruzou, e Fininho, livre de marcação, já dentro da área, marcou de cabeça. 1 a 0.
Sem tomar conhecimento do Cruzeiro, o São Raimundo ainda assustou Fábio em pelo menos outros dois lances. Aos 15’, o goleiro defendeu finalização de Igor. Já aos 42’, o camisa 1 evitou o gol do lateral-direito Carlinho – mais uma vez livre da marcação de Ruschel. A chance de mais perigo da Raposa aconteceu aos 18’, quando Ramon acertou a bola na trave após cobrança de escanteio de Claudinho.
Diante do péssimo primeiro tempo, Felipe Conceição promoveu logo três alterações no intervalo do jogo. O treinador trocou Claudinho, Bruno José e Rafael Sobis por Marcinho, Felipe Augusto e Marcelo Moreno, respectivamente. As mudanças surtiram efeito, ainda que mínimo.
Aos 8’, Marcelo Moreno e Matheus Barbosa fizeram boa trama, e a bola chegou em Cáceres, que encontrou Felipe Augusto em cruzamento na medida para a área. O atacante cabeceou para baixo e balançou a rede. 1 a 1. Apesar de ter conseguido controlar a partida, o time celeste não teve competência para imprimir velocidade ou criar chances para ampliar o marcador.
Aos 22’ e aos 23’, o São Raimundo quase voltou à frente do placar em tentativas de Tavinho e Eric Pereira. Novas chances ainda foram criadas, mas o Cruzeiro conseguiu se segurar, em meio ao sufoco, para garantir vaga na segunda fase da Copa do Brasil e embolsar mais uma cota milionária de premiação. 

Comentarios