banner farmacia  preço baixo
condaron

Quem vai assumir a responsabilidade pela morte de um trabalhador em acidente sofrido após passar em um “quebra-molas” construído irregularmente pela Prefeitura de Vale do Anari/RO?

Infelizmente, uma atitude irresponsável da secretaria de obras do município de Vale do Anari/RO, sob o comando do secretário Cleone Lima, ao construir um “quebra-molas” irregular, desprovido de qualquer sinalização, acabou ceifando a vida de um cidadão trabalhador e pai de família.

Sendo que esse acidente não foi o único, com esse da fatalidade que vitimou João Batista já é o quarto acidente envolvendo essas lombadas.

Relembrando que no dia 03/06 o jovem Rafael ao passar com sua moto em um quebra-molas também sofreu um acidente e ainda está com um coágulo no cérebro e varias outras sequelas e ninguém da prefeitura ainda o procurou para te dar assistência.

O acidente, que ocorreu nesta quarta-feira (09) na Avenida Presidente Dutra, em Vale do Anari, deixou duas vítimas, uma delas fatal, e causou a revolta da população com a irresponsabilidade da prefeitura que culminou na morte de um trabalhador, várias denuncias e reclamações já tinham sido feitas más nenhuma providência foi tomada.

Segundo informações, os dois cidadãos Anarienses estavam voltando do trabalho em uma motocicleta Honda Biz e não avistaram a lombada construída há poucos dias pela secretaria de obras do município, sem nenhuma sinalização, onde não conseguiram parar a tempo e vieram a cair violentamente ao solo, ocasionando a morte de uma das vitimas, João Batista de 61 anos.

A outra vítima, Toninho da Asa Branca, teve danos no veículo e ficou com várias escoriações pelo corpo, onde foi encaminhado para o município vizinho para fazer Raio X,onde foi constatada uma fratura na perna, já que em Vale do Anari um município com 11 mil habitantes não faz esse procedimento por não ter o aparelho tubo de Raio X,a vítima teve que ser encaminhada para outra cidade.

Foi apurado que a lombada foi construída fora dos padrões e critérios estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e não foi solicitado nenhum pedido de autorização para sua construção.

Uma ocorrência de acidente fatal foi confeccionada e foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil que irá tomar as providências cabíveis e responsabilizar o culpado.

Consequentemente também o Ministério Público (MP) irá cobrar do prefeito Anildo a apuração dos fatos e a instauração de um procedimento administrativo contra o servidor responsável pela construção das lombadas.

Fonte: WWW.ANARIEMFOCO.COM.BR – De olho nos fatos!

Comentarios