banner farmacia  preço baixo
condaron

Rondônia registra 6,1 mil infecções de Covi-19 e 14 mortes só na última semana de junho de 22

Casos de Covid crescem 46% no total. Boletim da Agevisa aponta que óbitos aumentaram 40% em relação a semana anterior.

A última semana de junho registrou um aumento de 46% nos casos de Covid em Rondônia , de acordo com boletins da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa).

Foram 6.149 novos casos da Covid registrados ao longo de sete dias, de 26 de junho a 2 de julho. Já entre o domingo e o sábado da semana anterior foram 4.209 casos.

O dia com o maior registro de testes positivados, em um período de 24 horas, foi a quinta-feira (30), com mais de 1,6 mil casos.

Com as novas infecções de coronavírus, o boletim da Agevisa aponta que Rondônia tem mais de 13 mil casos ativos da doença neste final de semana.

O boletim da Agevisa também aponta que 14 pessoas morreram em decorrência da Covid nos últimos sete dias, o que equivale um aumento de 40% nos óbitos em relação a semana anterior.

Alerta para a máscara

Para o médico e pesquisador Juan Miguel Villalobos, como a transmissão do vírus voltou a subir, o uso de máscara volta a ser necessário em locais fechados.

“Devemos ter em conta que a pandemia não acabou, e provável que não acabe, onde vamos conviver com elas por muitos e muitos anos. Sabemos que a imunidade é fundamental. Duas doses da vacina produzem uma imunidade relativa, por isso o reforço (3° e 4° dose) torna-se necessário. As pesquisas que nós temos feito demonstram que a imunidade, depois de duas doses da vacina e após um período de seis meses, diminui quase a metade. Isso significa que pessoas com duas doses somente já tem uma imunidade aquém do desejado”, afirma.

Um estudo da Fiocruz no país também mostrou que está ocorrendo um aumento de novos casos da Covid, isso desde abril.

Diante do aumento de casos ativos da Covid, muitos órgãos públicos de Rondônia já voltaram a obrigar o uso de máscara em suas dependências. É o caso do Tribunal de Contas do Estado e do Ministério Público Federal (MPF).

Em Cacoal e Vilhena, as prefeituras publicaram decretos nos últimos dias determinando que pacientes, acompanhantes e trabalhadores usem máscaras para entrar em unidades de saúde (sejam elas públicas ou privadas).

Comentarios